EPAGRI/CIRAM
EPAGRI CIRAM
Outono
Início:20/03 Fim:20/06
outono2.png

Projetos - Em andamento

Confira os projetos que fazem parte do dia-a-dia do CIRAM:

Caracterizando padrões de frio em Santa Catarina: trajetória, intensidade e frequência
Padrões de frio
Código: 6314737

Problema:
As massas de ar frio que avançam para o Sul do Brasil, causando um declínio de temperatura, apresentam uma frequência em torno de 2 a 4 no mês. Podem ser de menor ou maior intensidade, ou caracterizar um evento extremo. Em geral, atuam de 3 a 7 dias em Santa Catarina. Podem ser continentais, indo desde o norte da Argentina ao oeste de SC, ou marítimas, deslocando-se ao sul do Uruguai para o oceano, quando o frio mais intenso não chega a atingir SC. Nesse caso, tem maior umidade e maior cobertura de nuvens. No caso das continentais, são formadas por ar seco, o que favorece a geada. Em determinados anos, ocorre uma frequência maior para um desses dois padrões, o que pode estar associado a padrões globais de clima. O estudo desses padrões é importante para caracterizar o clima de frio no estado, e as diferenças encontradas em cada ano.

Objetivos:
O presente estudo pretende classificar as massas de ar frio que atuam em Santa Catarina, conforme sua trajetória de deslocamento, intensidade e período de atuação. Além disso, será verificada a frequência e período de permanência do padrão de trajetória de massas de ar frio predominante em um mesmo ano.

Metodologia:
Serão usados dados de temperatura do ar, mínima, máxima e diária, de estações meteorológicas representativas das regiões catarinenses, no período entre abril e setembro, durante 10 anos, entre 2009 e 2018. Na etapa 1, será determinada a distribuição de frequência dos dados para identificar limiares de temperatura mínima, média e máxima, para 3 regiões do estado, oeste, sul e litoral. A partir dos limiares estabelecidos, serão selecionadas as datas de ocorrência de episódios de frio. Na etapa 2, serão determinados os campos atmosféricos para os episódios selecionados, obtidos de reanálises do ECMWF, para determinar padrões de massas de ar frio. Na etapa 3, serão analisados separadamente os dois conjuntos de dados (padrão continental e marítimo), que devem passar pela técnica de agrupamento de dados. Na etapa 4, os casos serão relacionados com as temperaturas das estações meteorológicas.

Resultados esperados:
- Duas publicações em eventos (congresso/seminários). - Uma publicação em revista científica indexada. - Melhoria da previsão de tempo. - Melhor compreender os padrões de frio, sazonais ou anuais, para planejamento agrícola.

Responsável:
Maria Laura Guimaraes Rodrigues

Unidade organizacional do responsável:
Epagri - Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina

Datas:
Início previsto: 01/08/2019 00:00:00
Fim previsto: 31/12/2021 00:00:00
Fim efetivo:

Equipe:

Nome do Colaborador Unidade
Gilsânia de Souza Cruz Ciram - Meteorologia
Marcelo Martins da Silva Ciram - Meteorologia
Maria Laura Guimaraes Rodrigues Ciram - Meteorologia