EPAGRI/CIRAM
EPAGRI CIRAM
Verão
Início:21/12 Fim:20/03
verao2.png

Imagem de Satélite

Descrição da imagem de satélite: 24/02/2018 - 17:40 h

Mais nuvens (em tons de verde e vermelho na imagem satélite) associadas a áreas de instabilidade e à convergência de ventos úmidos, em níveis médios e altos da atmosfera, sobre boa parte do Centro Oeste e Sudeste do Brasil. Sobre a área oceânica em frente ao Sudeste do Brasil, até a altura do Espirito Santo, nebulosidade devido ao deslocamento de uma frente fria
. Sobre a maior parte da Argentina, Paraguai, Uruguai, Sul do Brasil, sul do Mato Grosso do Sul e a maior parte de São Paulo um sistema de alta pressão mantém céu claro, ou com poucas nuvens

Marilene de Lima - Meteorologista

 


 

Imagem da última hora
Imagens das últimas 4 horas

Imagem Sinótica
Legenda


Descrição da escala de cores da Imagem de Satélite:

Cores Temperatura do topo
da nuvem
Altura do topo da nuvem (aproximada)
Preto - -
Cinza e Branco 40°C a -45°C Superfície até 8km
Verde -45°C a -65°C Entre 8km e 12km
Vermelho -65°C a -75°C Entre 12km e 15km
Azul -75°C a -85°C Acima de 15km

As cores nas imagens de satélite representam a temperatura do topo das nuvens.
O preto indica a ausência de nebulosidade e, quanto mais destacado, menor a umidade relativa do ar.
O branco e cinza estão associados à presença de nuvens baixas, as quais podem estar muito próximas à superfície, como os nevoeiros e as nuvens stratus que, por vezes, podem resultar em chuvisco.
O verde está relacionado a nuvens médias e altas, com topos em altitudes superiores a 10km. As médias, como os altocumulus, altostratus e nimbustratus, podem provocar chuva fraca ou moderada. As nuvens altas, como os cirrus, cirrucumulus e cirrustratus, são transparentes e não provocam chuva e nem sombreamento intenso.
O vermelho e o azul indicam a presença de nuvens do tipo cumulunimbus, de grande desenvolvimento vertical e atividade chuvosa intensa.
No caso do azul, maior é a altura do topo da nuvem e grande a chance de ocorrência de granizo e temporal.